À distância

Home À distância
Voltar

ENCONTRO SOBRE PESQUISAS TRANSLACIONAIS EM PARASITOSES INTESTINAIS - 1ª edição

Aguarde Novas Inscrições

Sobre o curso

"Com o objetivo de combater a extrema pobreza, o governo federal criou em 2011 o plano Brasil sem Miséria (BSM) que foi coordenado, na época, pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). O plano é uma extensão do programa Bolsa Família, mas agora com caráter estratégico, uma vez que ""pobreza não se resume a renda"". Assim, o BSM tem como objetivo não só garantir renda para amenizar a situação de pobreza, como também proporcionar a inclusão produtiva (com capacitação e oportunidade de trabalho) e principalmente facilitar o acesso a serviços públicos para melhoria das condições de educação, cidadania e saúde (http://www.brasilsemmiseria.gov.br/). Neste contexto, ainda em 2011, a FIOCRUZ, através de uma nota técnica, propôs a incorporação, pelo Programa de Erradicação da Pobreza Extrema do MDS, do tema ""Doenças da Pobreza"" e educação popular, a fim de prevenir e controlar estas doenças e possibilitar a promoção da saúde (Araújo-Jorge 2011). A nomenclatura ""Doenças da Pobreza"" provém de enfermidades que estão associadas às condições de pobreza. Assim, moradia de baixa qualidade, aglomeração populacional intra e peridomicílio, falta de abastecimento de água tratada e rede de esgoto adequada deixam os indivíduos mais vulneráveis à aquisição de doenças como tuberculose, hanseníase, leishmaniose, dengue, malária, esquistossomose, Doença de Chagas, tracoma, febre reumática, oncocercose e parasitoses intestinais (Araújo-Jorge 2011). Parasitoses intestinais, além de serem consideradas marcadores de grau de desenvolvimento socio-econômico de um país (Moraes et al. 2000), são consideradas também doenças geradoras de pobreza em virtude da sua alta morbidade e do comprometimento nutricional, físico e cognitivo que podem provocar no indivíduo (Stephenson 1987, Savioli et al. 1992, Rey 2008). Discutir os rumos das políticas de controle das parasitoses intestinais frente às suas diversidades constitui em uma tarefa complexa. Desta forma, a primeira edição dos “Seminários Integrados em Parasitoses Intestinais” tem como proposta reunir pesquisadores para debater de forma aprofundada o tema, avaliando resultados, debatendo propostas e formulando novas ideias para o aprimoramento das políticas públicas em saúde. O evento terá dois dias inteiros de duração e terá sua programação composta por mesas redondas, palestras, grupos de discussão. Uma vez que o evento será sediado no Rio de Janeiro, representantes das principais instituições de pesquisa e ensino do Estado que possuem disciplina de parasitologia ministrada para graduação e/ou pós-graduação e que possuem linhas de pesquisa em pelo menos um parasito intestinal. Ainda, para este encontro serão convidados palestrantes de reconhecimento internacional para apresentar resultados sobre a biologia destes parasitos, bem como, modelos de sucesso de controle das enteroparasitoses. Esse trará a oportunidade de reunir os principais grupos de pesquisa no tema e consequentemente fortalecer e estabelecer colaborações, bem possibilitar a estudantes e profissionais de saúde uma discussão rica para sua forma formação. Ao fim do evento, será definida o local e data do próximo evento e será articulada a primeira “rede de pesquisa em parasitoses intestinais” com o objetivo de fortalecer as pesquisas que são desenvolvidas no Rio de Janeiro e no Brasil. As discussões poderão ajudar a traçar os novos rumos da saúde pública para o controle desta doença negligenciada."

OuvirCiência – Oficina de criação de podcasts para divulgação de pesquisas - 1º Oferta

Aguarde Novas Inscrições

Sobre o curso

A oficina se propõe a realizar treinamento, por meio de atividades teóricas e práticas, ministradas e conduzidas por um profissional especialista nesta área, oportunizando que alunos de iniciação científica, pós-graduação e pesquisadores da Unidade e de parceiros interessados produzam material em forma de podcasts, preferencialmente sobre a pandemia da Covid-19 e outras infecções virais (Zika, Dengue, Chikungunya), que serão disponibilizados ao público por meio dos canais institucionais e de parceiros.

DigiCiência –Oficina de Vídeos Digitais para Divulgar Ciência - 3ª edição

Aguarde Novas Inscrições

Sobre o curso

A oficina se propõe a realizar treinamento, por meio de atividades teóricas e práticas, ministradas e conduzidas por um profissional especialista na área de comunicação científica, oportunizando que alunos de iniciação científica, pós-graduação e pesquisadores da Unidade e de parceiros interessados produzam materiais de divulgação científica em formato digital, preferencialmente sobre a pandemia da Covid-19e outras infecções , que serão disponibilizados ao público,utilizando, para tal, ferramentas tecnológicas digitais

III Encontro de Animê, Mangá e Ficção Científica no Ensino de Ciências - 3ª edição

Aguarde Novas Inscrições

Sobre o curso

A proposta da realização do III Encontro de Animê, Mangá e SciFi (Ficção Científica) no Ensino de Ciências prevê o evento em setembro de 2021 de forma remota, e deriva do evento original, realizado em 19 de novembro de 2015, bem como sua segunda edição em setembro/outubro de 2021, já de forma remota e também a partir das atividades desenvolvidas no âmbito do Grupo de Estudos em Animê, Mangá e SciFi (Ficção Científica) no Ensino de Ciências (AMSEC), no Laboratório de Inovações em Terapias, Ensino e Bioprodutos (LITEB) do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) Este webinário encontra eco na demanda de vários pesquisadores da área de educação e ensino e nos encontros intermediários já realizados pelo Grupo de Estudos na internet. A proposta é transitarmos entre a ficção científica e o ensino de ciências, dois poderosos campos que nos auxiliam a incrementar a educação científica. Através do diálogo entre experts nas duas áreas , teremos discussões sobre ficção científica com expressão de potencial elevado para atingir a todos os públicos em seu letramento científico. O olhar do ensino de ciência sobre a ficção científica e de como se apropriar e agregar conhecimento através desta exploração acadêmica. O desejo da união dos dois campos e o papel desempenhado para o desenvolvimento do ensino e educação científica. Convém destacar que a experiência do Grupo de Estudos AMSEC, adquirida em suas atividades e encontros regulares, foi decisiva na concepção deste evento. O Grupo explora a ciência contextualizada na esfera de produções culturais em animê e mangá, além da própria ficção científica, em diálogo com as artes plásticas, a literatura, o cinema e outras manifestações intelectuais. Dentre as propostas que elaboramos, objetivando estimular o pensamento criativo, ressaltamos a abordagem que se pode perceber nos animês, mangás e, em especial, na ficção científica para o ensino de ciências. Esta última percepção já é enormemente corroborada pela produção acadêmica de diversas universidades e centros acadêmicos de pesquisa. Entendemos que os processos de ensino/aprendizagem podem ganhar em solidez e alcance ao se apropriarem da variedade de temas propostos pela ficção científica e mergulharem na complexidade de caminhos que ali se entrecruzam, enriquecendo com a adoção de linguagens que veiculem, de modo inovador, conteúdo específico à distintos campos de saber. O processo ensino/aprendizagem, com sua multiplicidade de expressões, está muitas vezes preso a linguagens que não conseguem abarcar todos os significados e pensamentos engendrados. Consideramos que linguagens e abordagens como a ficção científica podem ser extremamente úteis para preencher o campo vasto e rico que há na comunicação em ambientes de aprendizagem. Para sustentar tal inferência, podemos nos valer inclusive das palestras do Encontro, que ao longo de suas exposições evidenciaram como e o quanto as várias manifestações da ficção científica foram decisivas na configuração da contemporaneidade.

Ciclo de Debates sobre Bioética, Diplomacia e Saúde Pública - sessão novembro 2021 - 9º Oferta - 2021

Aguarde Novas Inscrições

Sobre o curso

O Ciclo de Debates sobre Bioética, Diplomacia e Saúde Pública do Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde (CiDeb/Nethis) tem por objetivo fomentar a reflexão, o debate e o desenvolvimento de estudos científicos interdisciplinares. O Ciclo mantém, em princípio, periodicidade mensal, sendo realizado no final do mês. Em cada sessão, renomados pesquisadores e gestores dos campos da Bioética, da Saúde Pública e das Relações Internacionais são convidados para conduzir as discussões. Estão previstas quatro sessões do Ciclo de Debates ao longo do segundo semestre de 2021, em parceria com a Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo. Ressalta-se, ademais, que o Ciclo se manterá aberto a quaisquer interessados em participar do evento e de suas discussões, ou seja, profissionais de saúde, estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, gestores e outros interessados nas temáticas, além de especificamente ênfase à participação dos alunos do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas em Saúde da Escola de Governo Fiocruz Brasília. O tema geral dos debates neste período será o de promover debates e reflexões sobre Inteligência Artificial e Desigualdades em Saúde, no contexto dos estudos e pesquisas interdisciplinares sobre o tema geral do Núcleo de Estudos - Desenvolvimento, Desigualdade e Cooperação Internacional em Saúde. O propósito é discutir essa questão sob diferentes pontos de vista. O título de cada uma das sessões é escolhido em comum acordo com o expositor(es) convidado(s), considerando esse tema geral como referência ou pano de fundo para a respectiva preleção, bem como a ementa proposta de cada sessão. As sessões presenciais serão gravadas para divulgação na Videoteca Nethis e são transmitidas on-line. A divulgação será feita amplamente, inclusive para a lista de contatos de todos os participantes das sessões anteriores, realizadas desde 2010. Propõe-se que seja conferido certificado de presença/participação pela Escola de Governo Fiocruz Brasília. Nesse escopo, prevê-se que a presente sessão seja realizada em 18 de novembro de 2021, tratando de dois temas: "Regulação: um caminho no meio da pedra" e "Algoritmos e Avaliação de resultados terapêuticos". Ementa: Perspectivas sobre a regulação de inovações baseadas em inteligência artificial que suscitam riscos efetivos ou vulneração de pessoas e populações, tendências à discriminação, preconceito e aumento das desigualdades.

Ciclo de Debates sobre Bioética, Diplomacia e Saúde Pública - sessão setembro 2021 - 6º Oferta - 2021

Aguarde Novas Inscrições

Sobre o curso

O Ciclo de Debates sobre Bioética, Diplomacia e Saúde Pública do Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde (CiDeb/Nethis) tem por objetivo fomentar a reflexão, o debate e o desenvolvimento de estudos científicos interdisciplinares. O Ciclo mantém, em princípio, periodicidade mensal, sendo realizado no final do mês. Em cada sessão, renomados pesquisadores e gestores dos campos da Bioética, da Saúde Pública e das Relações Internacionais são convidados para conduzir as discussões. Estão previstas quatro sessões do Ciclo de Debates ao longo do segundo semestre de 2021, em parceria com a Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo. Ressalta-se, ademais, que o Ciclo se manterá aberto a quaisquer interessados em participar do evento e de suas discussões, ou seja, profissionais de saúde, estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, gestores e outros interessados nas temáticas, além de especificamente ênfase à participação dos alunos do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas em Saúde da Escola de Governo Fiocruz Brasília. O tema geral dos debates neste período será o de promover debates e reflexões sobre Inteligência Artificial e Desigualdades em Saúde, no contexto dos estudos e pesquisas interdisciplinares sobre o tema geral do Núcleo de Estudos - Desenvolvimento, Desigualdade e Cooperação Internacional em Saúde. O propósito é discutir essa questão sob diferentes pontos de vista. O título de cada uma das sessões é escolhido em comum acordo com o expositor(es) convidado(s), considerando esse tema geral como referência ou pano de fundo para a respectiva preleção, bem como a ementa proposta de cada sessão. As sessões presenciais serão gravadas para divulgação na Videoteca Nethis e são transmitidas on-line. A divulgação será feita amplamente, inclusive para a lista de contatos de todos os participantes das sessões anteriores, realizadas desde 2010. Propõe-se que seja conferido certificado de presença/participação pela Escola de Governo Fiocruz Brasília. Nesse escopo, prevê-se que a presente sessão seja realizada em 23 de setembro de 2021, tratando de dois temas: "Impactos da Inteligência Artificial nos Sistemas de Saúde" e "Lagos de Dados de Saúde - potencialidades e desafios submersos". Ementa: Refletir sobre os desafios emergentes e urgentes ante as aplicações da inteligência artificial na execução de políticas voltadas para ampliação do acesso e da qualidade de benefícios sociais, com ênfase na área de saúde.

Ciclo de Debates sobre Bioética, Diplomacia e Saúde Pública - sessão outubro 2021 - 7º Oferta - 2021

Aguarde Novas Inscrições

Sobre o curso

O Ciclo de Debates sobre Bioética, Diplomacia e Saúde Pública do Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde (CiDeb/Nethis) tem por objetivo fomentar a reflexão, o debate e o desenvolvimento de estudos científicos interdisciplinares. O Ciclo mantém, em princípio, periodicidade mensal, sendo realizado no final do mês. Em cada sessão, renomados pesquisadores e gestores dos campos da Bioética, da Saúde Pública e das Relações Internacionais são convidados para conduzir as discussões. Estão previstas quatro sessões do Ciclo de Debates ao longo do segundo semestre de 2021, em parceria com a Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo. Ressalta-se, ademais, que o Ciclo se manterá aberto a quaisquer interessados em participar do evento e de suas discussões, ou seja, profissionais de saúde, estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, gestores e outros interessados nas temáticas, além de especificamente ênfase à participação dos alunos do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas em Saúde da Escola de Governo Fiocruz Brasília. O tema geral dos debates neste período será o de promover debates e reflexões sobre Inteligência Artificial e Desigualdades em Saúde, no contexto dos estudos e pesquisas interdisciplinares sobre o tema geral do Núcleo de Estudos - Desenvolvimento, Desigualdade e Cooperação Internacional em Saúde. O propósito é discutir essa questão sob diferentes pontos de vista. O título de cada uma das sessões é escolhido em comum acordo com o expositor(es) convidado(s), considerando esse tema geral como referência ou pano de fundo para a respectiva preleção, bem como a ementa proposta de cada sessão. As sessões presenciais serão gravadas para divulgação na Videoteca Nethis e são transmitidas on-line. A divulgação será feita amplamente, inclusive para a lista de contatos de todos os participantes das sessões anteriores, realizadas desde 2010. Propõe-se que seja conferido certificado de presença/participação pela Escola de Governo Fiocruz Brasília. Nesse escopo, prevê-se que a presente sessão seja realizada em 21 de outubro de 2021, tratando de dois temas: "Medicamentos Biológicos: aplicação de algoritmos para eficiência na cobertura universal" e "Iatrogenia na Era dos Algoritmos". Ementa: Avaliar impactos do uso da IA na cadeia de processos de pesquisa, inovação e disponibilidade de fármacos e imunobiológicos nos serviços de saúde, ante interesses industriais e financeiros nessa rota de "sucesso digital".

Agentes Populares no Enfrentamento da COVID-19 - 1º Oferta

Aguarde Novas Inscrições

Sobre o curso

O curso foi produzido a partir das experiências das Campanhas Periferia Viva e Mãos Solidárias, construídas por um conjunto de instituições e movimentos sociais, tendo como referência a solidariedade ativa e a mobilização comunitária. O curso está estruturado em dois módulos com conteúdo e propostas de práticas que visam facilitar a compreensão dos educandos, além de atividades avaliativas e materiais de apoio. Baseados nos processos de aprendizagem por descoberta, propõe-se que o educando conheça e realize as práticas para então responder às perguntas reflexivas, cujas relações devem ser descobertas e construídas por você, educando. A pandemia de Covid-19 vem gerando dificuldades que vão muito além da saúde. Desta forma, os educandos são vistos como protagonistas de sua formação em vista de uma postura crítica, reflexiva e propositiva como se espera ao ser linha de frente da comunidade. Seu papel como agente popular é mobilizar a comunidade para evitar a transmissão do Coronavírus, mas também lutar pelos seus direitos, entendendo que o enfrentamento da pandemia só será possível com essas duas abordagens.

\"AGENTE DAS ÁGUAS\": BIOMONITORAMENTO PARTICIPATIVO PARA A GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS DE MATA ATLÂNTICA - 1º Oferta

Aguarde Novas Inscrições

Sobre o curso

- Curso teórico composto por 3 módulos de atividades que compreendem os seguintes temas: Parte 1 – Ecologia de rios e gestão das Águas, O ciclo das águas, Ecossistemas aquáticos, Bacia Hidrográfica, Ecologia de Rios, Serviços Ecossistêmicos, Os usos múltiplos das águas, Impactos aos ecossistemas aquáticos, A água e a saúde humana, Tratamento de água, esgoto e resíduos, Gestão das águas Parte 2 – Bioindicadores da qualidade da água, Introdução, Os Artrópodes, Os Insetos, Ordem Odonata, Ordem Plecoptera , Ordem Ephemeroptera, Ordem Trichoptera , Ordem Coleoptera, Ordem Diptera, Ordem Hemiptera, Ordem Megaloptera, Os crustáceos, Os moluscos, Minhocas aquáticas e sanguessugas Parte 3 – Práticas de Campo, Introdução às análises, Procedimentos de práticas de campo, Prática de análises físico-químicas, Prática de análise Bacteriológica, Prática de análise biológica, Prática de análise ambiental, Prática de vazão. - Curso prático envolvendo a capacitação sobre os seguintes temas: • Taxonomia de macroinvertebrados (Os Artrópodes, Os Insetos, Ordem Odonata, Ordem Plecoptera , Ordem Ephemeroptera, Ordem Trichoptera , Ordem Coleoptera, Ordem Diptera, Ordem Hemiptera, Ordem Megaloptera, Os crustáceos, Os moluscos, Minhocas aquáticas e sanguessugas), • Análises físico-químicas da água (OD, Nitrato, Fosfato, turbidez), • Análises bacteriológica • Análise ambiental (protocolo de avaliação visual) • Cálculo de vazão da água. AVALIAÇÃO: • Pré-teste sobre conhecimentos ambientais locais • Pós-teste sobre conhecimentos ambientais locais • Prova de identificação dos macroinvertebrados

Os Desafios da Liderança - Módulo 2: Ferramentas para Gestão de Pessoas - 1º Oferta

Aguarde Novas Inscrições

Sobre o curso

O curso Ferramentas para Gestão de Pessoas, é o segundo módulo da capacitação EAD - Os Desafios da Liderança, que tem o objetivo de preparar os líderes da Fiocruz e/ou seus sucessores para atuarem com base nos mais modernos conceitos de liderança, utilizando ferramentas eficazes para garantir resultados positivos frente ao grande desafio de obter o comprometimento da equipe.

Páginas

Subscrever RSS - À distância