Cursos

Home Cursos
Voltar

Ciclo de Debates sobre Bioética, Diplomacia e Saúde Pública - sessão março 2021 - 1º Oferta - 2021

Unidade/ofertante: Fiocruz Brasília Telefone: (61) 3329-4500 Email: secad@fiocruz.br
C Capacitação/Cursos Livres
Semi Presencial
Aguarde Novas Inscrições

Sobre o curso

O Ciclo de Debates sobre Bioética, Diplomacia e Saúde Pública do Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde (CiDeb/Nethis) tem por objetivo fomentar a reflexão, o debate e o desenvolvimento de estudos científicos interdisciplinares. O Ciclo mantém, em princípio, periodicidade mensal, sendo realizado no final do mês. Em cada sessão, renomados pesquisadores e gestores dos campos da Bioética, da Saúde Pública e das Relações Internacionais são convidados para conduzir as discussões. Estão previstas cinco sessões do Ciclo de Debates ao longo do primeiro semestre de 2021, a serem realizados em parceria com a Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF). Ressalta-se, ademais, que o Ciclo se manterá aberto a quaisquer interessados em participar do evento e de suas discussões, ou seja, profissionais de saúde, estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, gestores e outros interessados nas temáticas, além de especificamente ênfase à participação dos alunos do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas em Saúde da Escola Fiocruz de Governo. O tema geral dos debates neste período será o de promover debates e reflexões sobre Doenças Negligenciadas, no contexto dos estudos e pesquisas interdisciplinares sobre o tema geral do Núcleo de Estudos - Desenvolvimento, Desigualdade e Cooperação Internacional em Saúde. O propósito é discutir essa questão sob diferentes pontos de vista. O título de cada uma das sessões é escolhido em comum acordo com o expositor(es) convidado(s), considerando esse tema geral como referência ou pano de fundo para a respectiva preleção, bem como a ementa proposta de cada sessão. As sessões presenciais serão gravadas para divulgação na Videoteca Nethis e são transmitidas on-line. A divulgação será feita amplamente, inclusive para a lista de contatos de todos os participantes das sessões anteriores, realizadas desde 2010. Propõe-se que seja conferido certificado de presença/participação pela Escola Fiocruz de Governo. Nesse escopo, prevê-se que a presente sessão seja realizada em 18 de março de 2021, no auditório interno da Fiocruz Brasília, sob o título: Doenças Negligenciadas, Desenvolvimento e Desigualdades. Ementa: Apreciação crítica do cenário mundial das doenças negligenciadas, com ênfase na sua evolução em diferentes países, pari passu o desenvolvimento científico, tecnológico e as inovações, nas últimas décadas. Uma questão inicial a discutir se refere às dificuldades para o provimento de insumos indispensáveis para as estratégias de enfrentamento dessas doenças, resultantes de falhas da ciência, do mercado e da saúde pública.

Com o objetivo de fomentar a reflexão e o desenvolvimento de estudos científicos interdisciplinares, o XI Ciclo de Debates sobre Bioética, Diplomacia e Saúde Pública promove, ao longo do primeiro semestre de 2021, cinco sessões a respeito de Doenças Negligenciadas. “Doenças Negligenciadas, Desenvolvimento e Desigualdades” é o tema da primeira sessão, que acontece em 18 de março. Renomados pesquisadores e gestores dos campos da Bioética, da Saúde Pública e das Relações Internacionais conduzirão as discussões, abertas a todos os interessados. Os presentes receberão certificado de participação emitido pela Escola de Governo Fiocruz Brasília.

As relações entre saúde e desenvolvimento constituem polêmica demarcada desde a V Conferência da OMS, em 1952. De um lado, a ideia de um círculo vicioso entre doença e pobreza a ser rompido mediante enérgicas medidas sanitárias. De outro, a impossibilidade de ruptura de tal circularidade apenas no âmbito sanitário, sem considerar mudanças estruturais mais complexas. Essa discussão vem se ampliando no cenário de um desenvolvimento globalizado, no qual uma das resultantes deploráveis é o crescimento das desigualdades entre países e em cada um deles, com reflexos na saúde das populações mais vulneradas. Uma das expressões desse modelo de desenvolvimento é a progressiva conversão de bens e serviços de saúde em mercadorias que, no contexto de desigualdades, se tornam menos acessíveis aos que delas mais necessitam. Este Ciclo de Debates visa problematizar, no caso das doenças negligenciadas, diversos aspectos dessas questões.

Ementa da presente sessão: Apreciação crítica do cenário mundial das doenças negligenciadas, com ênfase na sua evolução em diferentes países, pari passu o desenvolvimento científico, tecnológico e as inovações, nas últimas décadas. Uma questão inicial a discutir se refere às dificuldades para o provimento de insumos indispensáveis para as estratégias de enfrentamento dessas doenças, resultantes de falhas da ciência, do mercado e da saúde pública.

O tema será discutido levando em consideração os estudos interdisciplinares realizados pelo Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde (Nethis/ Fiocruz Brasília) no contexto do Programa de Pesquisa e Comunicação: Desigualdade, Desenvolvimento e Cooperação.

O XI Ciclo de Debates sobre Bioética, Diplomacia e Saúde Pública é organizado pelo Nethis/Fiocruz Brasília. A Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF) e a Fiocruz Brasília apoiam a realização das sessões. As sessões são transmitidas ao vivo pela internet, além de gravadas e disponibilizadas na videoteca Nethis.Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (Nethis /Fiocruz Brasília).
A Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF) e a Fiocruz Brasília apoiam a realização das sessões.23 de março de 2020

14h00: Abertura e agenda do semestre
14h30: Composição da mesa de trabalho e encaminhamentos do coordenador de mesa.
15h00: Palestrante 1
15h30: Palestrante 2
16h00: Debate com plenário.
17h00: Encerramento.O Ciclo se manterá aberto a quaisquer interessados em participar do evento e de suas discussões, ou seja, profissionais de saúde, estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, gestores e outros interessados nas temáticas, além de especificamente ênfase à participação dos alunos do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas em Saúde da Escola de Governo Fiocruz Brasília.